Cirurgias Faciais

As cirurgias faciais são bastante procuradas por pacientes que pretendem mudar algo na boca, no nariz, nas pálpebras ou em outra região da face.

Às vezes por questões estéticas, às vezes por alguma necessidade decorrente de um acidente ou má formação, a cirurgia facial envolve muito cuidado em todas as etapas do procedimento.

Um profissional experiente e competente, como o cirurgião plástico Dr. Juan Sánchez, deve ser procurado quando há a intenção de saber mais sobre qualquer procedimento de cirurgia plástica facial, por menor que seja.

A harmonia entre tecnologia, segurança e atendimento personalizado deve ser requisito exigido para a efetividade do tratamento.

Um dos procedimentos nesta área é a blefaroplastia (pálpebras), que serve para corrigir o excesso de pele, músculo e bolsas de gordura das pálpebras, melhorando sua aparência.

É realizada com anestesia local. As pálpebras superiores e inferiores podem ser tratadas separadamente ou em conjunto, dependendo da indicação.

Em casos de bolsas de gordura com pouco ou sem excesso de pele, pode ser realizada a blefaroplastia inferior, via trans conjuntival (sem incisão na pele), podendo ainda ser complementada com laser de CO2 fracionado para melhorar a textura da pele.

É comum a associação da blefaroplastia superior com lifting frontal (testa), para resultados mais harmoniosos.

CUIDADOS PÓS BLEFAROPLASTIA

Feita a blefaroplastia, o paciente deve ficar com um pequeno curativo nas incisões ao longo de quatro dias. Ao final deste período, na maioria das vezes, poderá retomar as atividades sociais e laborais (evidentemente que após a avaliação e liberação do médico).

Sempre haverá um inchaço maior nos primeiros dois dias, que, gradativamente, irá diminuindo. Algumas alterações seguem por tempo variável, como equimoses (roxo), diplopia (vista dupla), olho seco e queimose (edema da conjuntiva).

Três meses é o período necessário para que se possa observar o resultado final do tratamento.

MAIS UM PROCEDIMENTO FACIAL

Outro procedimento facial bastante comum é a ritidoplastia (Lifting Facial). Essa é uma cirurgia de correção da flacidez da pele da face e do pescoço.

A ritidoplastia trata a musculatura da face e proporciona a acomodação da pele sobrejacente, resultando em uma aparência naturalmente rejuvenescida.

Há que se tomar alguns cuidados depois que o procedimento é realizado. Tais cuidados variam segundo a magnitude dos procedimentos efetuados.

De modo geral, o paciente pode retornar às suas atividades sociais e laborais após o 7º dia, moderadamente até a 3ª semana, sendo importante evitar movimentos de hiperextensão do pescoço nos três primeiros meses.

Quando a ritidoplastia é realizada, existe uma acomodação importante dos tecidos nas primeiras três semanas, já se notando um resultado harmonioso.

EVITE PROBLEMAS NA RITIDOPLASTIA

Apesar da rápida mudança de aparência, o resultado final de uma ritidoplastia poderá ser visto em até um ano. A aplicação incorreta do hidrogel também gera o risco de o produto comprimir um nervo importante, provocando dores fortes.

Outro risco: o produto, se injetado de forma errada dentro de um vaso sanguíneo, pode levar a uma trombose e à necrose da pele no local (conforme vimos em reportagens recentes).

Pode, também, provocar uma embolia pulmonar ou até cerebral, e levar à morte. O paciente está sujeito ainda a ter hematomas, dores e alergia ao produto.

Aplicado corretamente, o produto não oferece estes riscos. Caso ocorra algum problema, o produto pode ser retirado com uma cirurgia ou usando a técnica da lipoaspiração.

Se o produto utilizado não for o original, a retirada tende a ser muito mais difícil porque outros produtos tendem a ser mais viscosos e pesados.