Como tratar o suor excessivo nas axilas?

Como tratar o suor excessivo nas axilas

A hiperidrose axilar é um processo no qual se verifica um excesso de transpiração nas axilas. Normalmente, o excesso de suor na região é manifestado durante a adolescência por conta do desenvolvimento hormonal, que pode ou não se apresentar com mau odor.

Quem sofre com os efeitos da hiperidrose axilar excessiva vê-se obrigado a escolher cuidadosamente a cor da roupa que irá vestir.

Frequentemente, estes indivíduos acabam escolhendo peças brancas ou pretas, além das tonalidades das roupas, as pessoas que costumam suar muito nessa área buscam materiais que não absorvam tanto o suor.

Inclusive, optam por tomar banho e trocar de roupa mais de uma vez ao dia.

Tratamentos

Existem várias alternativas de tratamentos para a sudorese excessiva na região axilar. Primeiramente, pode-se mencionar os sais de alumínio como poderosa opção para cuidar do problema.

Embora elas sejam extremamente efetivas na luta contra os efeitos da hiperidrose, elas podem ocasionar irritação tópica. Esta reação não é recorrente, porém deve ser ponderada pelo médico e considerada pelo paciente.

Outra opção seria recorrer à aplicação da toxina botulínica, mais conhecida como Botox. Esta já é conhecida no meio da medicina estética pela capacidade de  reduzir consideravelmente a produção do suor pelas glandulas sudoríparas, trazendo alívio ao paciente, facilitando sua interação social.

É fundamental que ela seja aplicada por um médico com ampla expertise, isso aumenta a durabilidade do tratamento.

Um ponto que necessita ser mencionado é que as aplicações de toxina devem ser feitas a cada seis meses, dependendo do caso, é possível estender esse prazo por mais três meses.

Estas duas alternativas são paliativas ao problema, porém não demonstram expressiva supressão da sudorese excessiva.

Existe um método inovador que proporciona uma redução de 80 a 90% dos sintomas da hiperidrose axilar.

Cirurgia a laser: o melhor método de combate à hiperidrose axilar

A intervenção a laser é uma das melhores opções para tratar o distúrbio. O laser é aplicado de forma subcutânea. Para que o procedimento possa ser feito é preciso, apenas, administrar anestesia local.

Como consequência da aplicação do laser, obtêm-se uma diminuição na produção do suor. Isso se deve ao fato de que o laser desativa o funcionamento das glândulas sudoríparas responsáveis pela sua produção.

Uma das principais características da técnica de cirurgia a laser é o pós-operatório tranquilo. Quase não há relatos de desconforto. Além disso, o paciente não fica internado e retoma rapidamente à rotina.

Deseja conhecer mais informações sobre a cirurgia a laser? Acesse o site e confiram mais detalhes a respeito da técnica.