Homens aderem a cirurgias plásticas em ritmo acelerado

Homens podem fazer abdominoplastia

Que as mulheres brasileiras são uma das mais vaidosas do mundo, quase ninguém contesta. Mas o que muita gente não sabe é que os homens brasileiros também estão entre os que mais se preocupam com beleza e a estética. Por esse motivo, o crescimento no número de cirurgias plásticas em homens vem crescendo no ritmo de dois dígitos por ano há pelo menos uma década.

Segundo os especialistas, o principal motivo para um aumento tão expressivo é quebra de tabus. Há algum tempo atrás existia questionamentos em relação à virilidade dos homens que se submetiam a procedimentos cirúrgicos. Mas com a redução do preconceito, muitos homens se viram livres para buscar uma melhor aparência física.

Mas quando falamos dos homens, quais são as cirurgias mais procuradas e realizadas por este público? De acordo com a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, os homens têm buscado em sua maioria procedimentos que promovam a alteração das características faciais e lipoaspiração.

No primeiro caso, enquadram-se os procedimentos nas pálpebras (blefaroplastia), no nariz (rinoplastia), no queixo (lipoaspiração) e nas orelhas (otoplastia). O lifting facial, para atenuar rugas e sinais de envelhecimento, também é bastante procurado por homens que buscam um visual mais jovial e harmonioso.

Outro procedimento bastante procurado pelos homens é a lipoaspiração de abdômen, cujo objetivo é atenuar a famosa “barriguinha de chopp”. No entanto, o procedimento também serve para promover a redução de contornos corporais nas áreas do peito (mamas), quadril e papada (famoso queixo duplo).

Antes da cirurgia, é importante que o homem converse muito com seu médico, sem receios ou barreiras, a fim de alinhar as expectativas e se informar sobre o pré e o pós-operatório. É importante também analisar as credenciais técnico-profissionais do médico e do hospital no qual o procedimento será realizado.

Antes da cirurgia também é necessária a realização de exames que comprovem o bom estado de saúde do paciente. Nunca é demais lembrar que qualquer procedimento médico, por mais seguro que seja, sempre tem algum risco de complicações.

Por isso, também é preciso tomar algumas providências antes da cirurgia, como parar de fumar, suspender medicamentos que aumentam o risco de sangramento e informar o médico sobre qualquer tipo de alergia ou outro tipo de complicação.

Por fim, é preciso lembrar que o período pós-cirúrgico também requer cuidados para que a recuperação ocorra da forma mais rápida e satisfatória possível. No período que vai de uma a três semanas, dependendo do procedimento, deve-se evitar o sol, esforços físicos e alimentação gordurosa. Ou seja, os bons hábitos de vida são mais do que nunca recomendados nessa fase.

Com todos esses cuidados, em algumas semanas os hematomas e os inchaços começam a reduzir e em pouco tempo será possível contar com um novo visual e elevar a autoestima.