Lifting facial e o tratamento contra rugas

Lifting facial e o tratamento contra rugas

Embora o envelhecimento da pele seja um processo natural, uma série de fatores pode contribuir para a agilidade do processo.

Dentre eles, está a exposição aos raios UV sem uso regular de filtro solar, o tabagismo, radicais livres, alterações hormonais, dentre outros agravantes que são responsáveis pela perda de gordura, flacidez dos tecidos e, principalmente, o aparecimento de rugas e sulcos que, com o passar do tempo, transformam-se em fraturas cutâneas, dando ao rosto as características típicas da fisionomia do idoso, mesmo quando a idade do paciente é inferior à aparente.

No entanto, o avanço das tecnologias da medicina e da estética proporcionou o surgimento de procedimentos capazes de retardar o processo de envelhecimento precoce da pele, através da realização de peelings faciais, lasers e principalmente, do lifting facial, que tem levado cada vez mais adeptos aos consultórios médicos.

O que é lifting facial?

A palavra lifting vem da língua inglesa e literalmente se traduz como “levantamento”. Define-se como lifting o procedimento cirúrgico destinado a rejuvenescer a pele, eliminando rugas, gorduras e tecidos excedentes.

Ao promover o levantamento do rosto, a cirurgia concede à pele uma aparência mais jovial, amenizando vincos e redefinindo os contornos do rosto.

O lifting facial é uma das cirurgias mais populares no Brasil. Também conhecido como ritidoplastia, ele consiste basicamente numa intervenção que visa reposicionar o tecido e a musculatura da face, retirando os excessos.

Como é realizado o lifting facial?

Embora existam vários tipos de lifting, o processo geralmente consiste na realização de uma incisão que ficará bem disfarçada na região retro auricular e couro cabeludo, a musculatura é reposicionada e o excesso de pele retirado.

Pós-operatório

Recomenda-se ao paciente repouso de no mínimo 1 semana, tempo médio para a retirada dos pontos. Usa-se a faixa de compressão por três dias consecutivos, depois somente para dormir por mais três semanas.

Embora o inchaço seja natural no período após a realização do lifting facial, sugere-se aguardar de 20 a 30 dias para que hematomas, hipersensibilidade e edemas diminuam.

O uso de compressas geladas podem amenizar tais sintomas. A liberação para realizar atividades como dirigir, pegar sol e praticar atividades físicas dependerá do tipo de lifting facial realizado e da avaliação de cada médico.