Quais os modelos de implante e quando são usados?

Quais os modelos de implante e quando são usados?

A grande quantidade de próteses de silicone oferecidas no mercado gera muitas dúvidas na hora de se avaliar qual das próteses proporciona melhores resultados e está mais alinhada com as expectativas de cada paciente.

Optar por uma ou outra prótese de silicone vai além da avaliação do tamanho da prótese, é preciso verificar outros pontos cruciais como o local de colocação, atrás ou na frente do músculo.

Outro ponto a ser observado é o revestimento, sendo que este pode ser de poliuretano ou texturizado. Como pode perceber, a escolha de um ou outro tipo de prótese varia conforme as necessidades de cada pessoa.

Ao todo, é possível encontrar no mercado mais de duas mil opções em termos de próteses de silicone. Em meio a tantas alternativas, é necessário contar com alguns critérios de decisão a modo de lançar mão da melhor opção em termos de prótese para mamografia.

Quando chega a hora de optar por um modelo, é imprescindível considerar três variáveis, a primeira diz respeito ao modelo, a segunda ao perfil e a terceira ao volume.

Outra variável importante para a tomada de decisão é a alternativa de revestimento em poliuretano ou texturizado. O primeiro busca reduzir a taxa de contratura capsular e também a ocorrência de ondulações na mama.

Conheça os 3 tipos de modelos de prótese

Existem três tipos de próteses: a prótese em formato de gota, considerada natural, a prótese redonda e a prótese cônica. Saiba que o modelo interfere diretamente no formato final das mamas.

Verifique o perfil da prótese

Em termos gerais, o perfil da prótese é a sua altura. Este aspecto é responsável pelo resultado final da projeção da mama.

Normalmente, é possível encontrar perfil baixo, moderado, alto e extra alto. Mesmo a escolha do perfil parecendo algo complicado, o cirurgião possui conhecimento suficiente para indicar a melhor opção.

Volume da prótese

Uma das dúvidas que mais afetam as pessoas na hora de se decidir por uma ou outra prótese de silicone é o volume. Esta questão é extremamente séria e merece muita atenção.

Antes da pessoa escolher, é preciso que o médico faça uma série de perguntas e compreenda quais são os seus objetivos.

Além de saber o que a paciente espera obter como resultado, é preciso prestar atenção no tipo físico, na sua silhueta, conhecer aspectos sobre a sua cicatrização, estado psicológico, entre outras.

Optar por uma prótese deve ser uma decisão democrática, na qual se complementam a opinião da paciente e a do cirurgião. Lembre-se sempre, o melhor tamanho da prótese é aquele que fica em equilíbrio com a sua silhueta.