Qual o tempo de recuperação da mamoplastia?

Tempo de recuperação da mamoplastia

Muitas pessoas estão ansiosas por fazer a mamoplastia, no entanto, possuem dúvidas quanto ao tempo de recuperação.

Este é um dos principais motivos pelos quais as mulheres acabam protelando a realização da mamoplastia de aumento ou redução.

No que tange ao tempo de recuperação, ele é variável. Ele não somente depende do tipo de mamoplastia, local e tamanho de incisão e demais informações específicas sobre a cirurgia plástica, como também varia conforme a capacidade de cicatrização e condições de saúde da paciente.

A mamoplastia redutora e o tempo de recuperação

Geralmente, quem faz a mamoplastia de redução, opta por associar à mastopexia, uma cirurgia que levanta as mamas.

Para estes dois procedimentos associados, o tempo de recuperação é de aproximadamente um mês. Durante este tempo, a mulher precisa utilizar um sutiã de sustentação dia e noite.

É comum que no período de recuperação, as mulheres sintam dores, logo para diminuir o desconforto é preciso tomar os analgésicos indicados pelo médico e repousar.

Em certas ocasiões, é preciso manter o dreno por cerca de três dias.

A mamoplastia de aumento e o tempo de recuperação

Quando o assunto é o tempo de recuperação desta cirurgia, a média é ficar cinco dias longe do trabalho, quatro dias sem conduzir veículos e trinta dias sem malhar.

Uma boa parte das pacientes desconhece que a recuperação seja tão tranquila. Embora esta seja uma média, vale a pena conhecer alguns aspectos específicos sobre o período de recuperação.

No que tange ao tempo de afastamento do trabalho, o prazo máximo solicitado são vinte dias. Normalmente, as pessoas que trabalham muito com os braços como cabeleireiras, massagistas, enfermeiras, costumam ficar mais tempo longe.

As mulheres que fazem trabalhos administrativos e as empresárias costumam voltar de forma rápida às suas atividades.

O período restritivo de condução de veículos costuma ser de no máximo seis dias. Isto ocorre pelos efeitos de sonolência ocasionados pelos remédios analgésicos.

Sobre o tempo de recuperação em termos de malhação, desaconselha-se a realização de exercícios físicos mais intensos por no mínimo um mês, em especial quando se opta pela colocação da prótese por debaixo da musculatura peitoral.

Nestes casos, a recuperação costuma ser mais dolorosa e demorada. Evitar a malhação neste período de tempo é fundamental para não comprometer a sua saúde e a beleza dos seios, uma vez que a realização de atividade física aumenta a frequência cardíaca, o que pode afetar os pontos e danificar a cicatrização.