Quando o silicone é necessário na Mastopexia com Prótese

Mastopexia com prótese

O lifting de mama com prótese, também chamado de mastopexia com silicone, é um procedimento cirúrgico indicado para mulheres que apresentam a queda ou ptose das mamas. Em geral, são decorrentes de fatores hereditários, atrofia pós-gestacional e envelhecimento cutâneo com a perda da elasticidade.

A cirurgia de lifting de mama com prótese é um procedimento de elevação da aréola da mama, retirando-se o excesso de pele com a correção da flacidez e o aumento do volume mamário. Em geral, a mastopexia com prótese vai depender do grau de flacidez da mama.

Vejamos quando o lifting de mama com prótese é um procedimento necessário. Acompanhe!

Lifting de mama com prótese: o que é preciso saber?

O lifting mamário ou também chamado de mastopexia, é uma cirurgia de remodelamento da mama, que pode ou não estar associada ao implante de silicone. De forma geral, a realização deste procedimento está diretamente relacionada ao grau de textura e densidade do tecido mamário.

Se a mama for muito flácida e tiver um excesso de pele, pode ser necessário que o médico cirurgião plástico aconselhe o uso de um implante pequeno para dar mais firmeza à mama. O motivo é que é preciso remodelar os seios de forma a dar mais firmeza para os tecidos; se este tecido não tiver a densidade adequada, o resultado poderá não ser satisfatório a curto, médio e longo prazo.

É sempre necessário o uso de implantes de silicone?

Não. O cirurgião plástico irá indicar se será necessária a utilização do implante, sendo que a maioria das técnicas atuais que remodelam as mamas com flacidez e perda de volume utilizam o mesmo. Mas é uma escolha do próprio paciente fazer uso ou não.

Segundo um estudo recente, publicado na revista AestheticPlasticSurgery, questionando diversas mulheres sobre o antes e depois do lifting de mama com prótese, foram observados:

  • melhora significativa da autoestima;
  • melhora nos problemas de depressão e ansiedade;
  • mulheres questionadas se sentiram mais satisfeitas com o próprio corpo quando comparadas com o pré-operatório;
  • redução do risco de desenvolver transtornos alimentares.

É importante destacar que com o uso de diferentes modelos e tipos de silicone para as mamas é possível alcançar resultados naturais e mais adequados ao perfil e expectativas de cada mulher.

Além disso, é possível associar a mastopexia com implante de silicone com outras cirurgias plásticas, desde que respeitadas as normas de segurança e feitas as devidas avaliações. Em geral, é comum  a associação com outras cirurgias, tais como: lipoescultura /lipolaser, abdominoplastia e cirurgias faciais como minilifting, bichectomia, rinoplastia e blefaroplastia.

 

Gostou do nosso post? Compartilhe conosco sua dúvidas e sugestões. Aguardamos sua contribuição!