Rinoplastia: Tudo o que você precisa saber!

Rinoplastia

Muito vinculada com o reestabelecimento da auto estima, a rinoplastia é um procedimento bastante antigo, mas que evoluiu muito nos últimos anos, apresentando resultados cada mais efetivos para o paciente. Seu objetivo principal é promover uma solução estética para pessoas insatisfeitas com o nariz. É necessário a participação de um otorrinolaringologista quando há alterações funcionais do órgão.

A rinoplastia pode ser realizada por meio de dois métodos distintos: aberto ou fechado. A cirurgia fechada é realizada através das narinas, sem a ocorrência de cicatrizes externas. Já a aberta é feita com uma pequena incisão na base nasal. A decisão do método a ser utilizado depende da análise do médico.

Segundo o cirurgião Juan Sánchez, da Clínica de Cirurgia Plástica Dr. Juan Sánchez, o método fechado é o mais utilizado, correspondendo cerca de 80% dos procedimentos realizados pela clínica. Em ambos os casos, as técnicas evoluíram consideravelmente, o que garante maior segurança e uma recuperação mais rápida.

Antes de realizar a cirurgia, como em qualquer procedimento do gênero, é necessária a realização de exames que atestem o estado de saúde do paciente. Além de avaliação cardiológica e do otorrinolaringologista e exames laboratoriais.

O procedimento em si é feito com anestesia geral. Normalmente, o paciente recebe alta 24 h após a cirurgia, mas alguns cuidados devem ser observados a fim de obter uma boa recuperação. Uma imobilização com “aquaplast” é colocada e deve ser usada por cerca de 20 dias. Nesse período, a limpeza das narinas deve ser feita no consultório médico por um profissional de enfermagem, o paciente deverá evitar assoar o nariz e banhos quentes.

Em um prazo de cinco a sete dias, o paciente já pode retomar as suas atividades sociais e profissionais. No entanto, para a realização de atividades físicas é necessário um período maior, chegando a 30 dias. O uso de protetor solar deve ser feito por longo tempo a fim de evitar manchas e marcas na pele, pois, hematomas podem surgir na região da face. Os resultados começam a ser observados após o primeiro mês com mudanças significativas durante o primeiro ano após a cirurgia. É importante ressaltar também que o pós-operatório não é muito dolorido, sendo indicado o uso de analgésicos comuns. Já as cicatrizes são discretas e normalmente imperceptíveis.